Descubra como o marketing digital pode fazer o seu negócio decolar

17/09/2018
Postado em:
17
set

Gerenciar um negócio é mesmo uma tarefa difícil. São muitas as demandas e elementos que precisam ser levados em conta para garantir a sua sobrevivência. Nesse sentido, um dos escopos de trabalho mais importantes é o marketing — e, por consequência, o marketing digital.

Desenvolver um plano de marketing digital é crucial para se entender qual será o caminho percorrido até alcançar os objetivos traçados. Contudo, entender todos os aspectos de uma estratégia digital também tem os seus desafios, o que faz com que o desenvolvimento do seu plano seja, muitas vezes, deixado para depois.

Tenho certeza de que muitos de vocês lendo este post já pensaram: “ah, eu planejo depois, o importante é começar logo a publicar conteúdos no meu blog”, certo? Para não cair nessa falácia de que o planejamento pode ser postergado, continue lendo este artigo e veja como criar um plano de marketing digital efetivo!

O que é um plano de marketing digital

Basicamente, trata-se de organizar de maneira sistemática e previsível todas as ações que empresa executará no meio digital. É nesse planejamento que estarão inseridos todos os objetivos a serem alcançados no ambiente on-line.

Para que isso funcione, no entanto, é preciso parar de pensar no site da empresa como o objeto responsável pelo sucesso da estratégia. Ele é, na verdade, uma das partes de todo um sistema de marketing — e você precisa trabalhar todas elas em conjunto para alcançar as metas traçadas.

As principais metas a serem alcançadas são:

  • tráfego — ou seja, o número de pessoas que estão acessando o seu site e blog. O Google Analytics é uma excelente ferramenta para acompanhar esses números;
  • contatos — ter muitas pessoas chegando até você é ótimo, porém, mais importante ainda é saber quem são elas. Converter visitantes em contatos é a melhor forma de provar que o tráfego gerado é relevante;
  • clientesconverter os contatos em clientes é o próximo passo lógico do plano traçado. Isso confirmará que a estratégia digital está funcionando e que as pessoas atraídas são, de fato, consumidores em potencial;
  • recomendações — ainda mais importante do que adquirir clientes é ter uma base de consumidores que se torne advogada da sua marca, ou seja, que indiquem o produto ou serviço para seus amigos e familiares. Uma estratégia digital focada na jornada de compra e na jornada do cliente ajudam no sucesso desse objetivo. Lembre-se: é mais caro conquistar um cliente do que mantê-lo.

4 passos para criar um plano de marketing digital efetivo

1. Conheça sua audiência

Ao tentar alcançar todo mundo, você acaba não atingindo ninguém — essa máxima deve ser sempre levada em consideração ao definir um plano de marketing. Por isso, conhecer o público-alvo é o primeiro passo para uma estratégia bem-sucedida.

Uma forma de identificá-lo é pensar em quem são os seus melhores clientes e, a partir disso:

Criar segmentos

É possível dividir o seu público por padrões de comportamento, dados demográficos, psicologia de consumo ou localização geográfica, por exemplo. Seja como for, o ideal é encontrar um segmento grande o suficiente — o que, tecnicamente, se define como big addressable market —, que esteja em constante crescimento e tenha poucos concorrentes.

Definir buyer personas

Personas são personagens semifictícios que ajudam a direcionar toda a estratégia digital. Para defini-las, é preciso antes entrevistar os seus clientes atuais e entender quais são os seus padrões de comportamento. Assim, é possível usar tais dados para projetar um perfil ideal.

Entender a jornada de compra

Sabendo quem são as suas personas, é preciso identificar como elas se comportam durante o processo de decisão até a compra do seu produto ou serviço. Aqui, são três momentos específicos:

  • descoberta — fase em que a persona identifica uma dor ou problema;
  • consideração — estágio em que a persona começa a procurar soluções para esse problema específico;
  • decisão — aqui a persona já sabe como resolver o problema e precisa validar quem será o fornecedor dessa solução.

2. Faça com que as pessoas lhe encontrem facilmente

Depois da etapa de planejamento — e tendo claro quem você quer atrair — é que se inicia o processo de execução. Para isso, você deve investir em algumas ações específicas. Vejamos:

Marketing de conteúdo

Crie um blog atrelado ao domínio do seu site e invista na produção de um conteúdo rico e relevante. Essa é a melhor forma de garantir interesse orgânico e melhorar o posicionamento do seu site nas ferramentas de busca.

Anúncios pagos

Apesar de o tráfego orgânico ser muito valorizado, anúncios também funcionam e de forma bem mais rápida. Por isso, é importante investir em Adwords e Facebook Ads, além de impulsionamento e anúncios no LinkedIn, se o seu negócio for B2B.

Retargeting

Nem sempre será possível converter um visitante já quando ele acessa o site. Nesse sentido, continuar mostrando anúncios após ele abandonar a página é uma forma de aumentar as conversões e garantir uma presença cativa na mente do consumidor.

E-mail marketing

Sem dúvida, criar fluxos de nutrição para que o público seja nutrido após os primeiros impactos com a marca faz parte um plano de marketing bem estruturado. Trata-se de uma forma mais direcionada de estabelecer uma comunicação com ele.

Redes sociais

O ideal é usar as redes como distribuidores da sua estratégia digital. Aqui, o foco é converter o fã da rede social em um lead no site, por isso, foque em call to actions (chamadas para ação) interessantes e que incentivem o seu fã a acessar o site.

3. Preocupe-se com a mensuração dos resultados

Para saber se a estratégia está indo para o lugar certo, é preciso de dados. Investir na tecnologia correta lhe ajudará a ter a certeza de que boas escolhas estão sendo tomadas, por isso, pense em adquirir plataformas que permitem a automatização de todas as ações do seu marketing digital.

Além desses sistemas, contudo, também é preciso criar metas que sejam:

  • específicas, com números e prazos bem estabelecidos;
  • mensuráveis — afinal, é preciso ter controle do que está sendo feito;
  • atingíveis, tendo em vista o segmento de mercado em que você escolheu atuar;
  • realistas — veja qual é o status atual do seu negócio e quais são os recursos que você pode investir;
  • limitáveis (quanto ao tempo) — é preciso saber até quando você quer chegar ao objetivo traçado.

4. Não hesite em pedir ajuda

O planejamento de uma estratégia digital sempre consome tempo e recursos. Por isso, encontrar ajuda especializada pode ser uma mão na roda para acelerar esse processo. Agências e consultores não estão mais ao alcance exclusivo de grandes empresas. Hoje, negócios de diversas escalas de receita podem lhe ajudar a traçar um plano efetivo.

Enfim, agora você sabe qual é a importância de um plano de marketing digital e como elaborá-lo da melhor forma! Diante de tudo isso, vale lembrar de que o mais importante é nivelar as suas expectativas durante o processo, ter claro os objetivos a serem alcançados e saber o que priorizar.

Então, gostou destas dicas? Acesse o nosso site é veja o que podemos fazer para levar o seu negócio mais longe!