TV ou Mídias Sociais: em qual devo investir?

Preparamos um comparativo. O final vai te pegar de surpresa.
11/07/2018
Postado em:
11
jul
por Hey!

Na hora de planejar uma campanha, independente da sua abrangência, uma das questões que mais recebemos de clientes está relacionada à mídia: quais canais, meios e veículos geram mais resultados? Alguns apostam nas novas mídias, enquanto outros afirmam que no quesito resultado as mídias tradicionais ainda possuem melhor custo benefício.

Nós decidimos, então, comparar de forma breve as duas mídias e trazer uma luz para aqueles que ainda tem dúvidas.

 

“A internet vai acabar com a TV”

Quando uma nova prática se populariza, como o uso frenético da internet e, mais ainda, das mídias sociais como ferramenta de relacionamento e mídia, o primeiro pensamento que vem à mente é de que esta nova prática vai matar as anteriores. Por quê? Porque nós somos uma geração de descartáveis. Millennials consomem fast food, fast fashion, trocamos de smartphone frequentemente e usam aparatos de plástico e papel para comer e beber. Nós estamos acostumados a usar as coisas enquanto são atuais e convenientes, mesmo que isso represente apenas algumas horas ou minutos. É por isso que tínhamos tanta certeza de que a Internet e seus serviços de streaming e socialização online acabariam com as mídias tradicionais.

 

Televisão VS Mídias Sociais

Se por um lado os números da Televisão são assustadores, chegando a entregar um conteúdo para centenas de milhares de pessoas em apenas 30 segundos, o investimento também pode assustar num primeiro momento. Já, na internet e nas mídias sociais, é possível fazer investimentos um tanto mais modestos e, ainda assim, também atingir uma parcela relativamente grande de pessoas.

Isso, então, faz das mídias sociais uma melhor escolha em relação à TV, certo?

Errado!

Na comunicação, as mídias se complementam, e o que vai determinar qual a mídia ideal não é somente a relação entre preço de veiculação e número de impactos gerados, mas o objetivo da comunicação.

 

Qual o seu objetivo?

Como falamos cima, o objetivo é o que norteia a escolha das mídias em uma campanha, seja ela tradicional ou não. Ou seja, antes de definir qual mídia utilizar, pense o que se pretende com a campanha, aumentar vendas, branding, relacionamento, posicionamento, brand awareness, etc.

Pesquisas recentes da Adweek mostram que a TV possui mais influência que o marketing digital quando comparados os investimentos e é mais confiável para cerca de 15% dos consumidores, quando comparada à publicidade online, segundo esse artigo aqui.

Enquanto isso, esse artigo sobre marketing digital constatou que anúncios digitais atingem mais pessoas, principalmente considerando um público que assiste menos TV.

 

E agora?

Ambos os formatos nos apresentam benefícios e limitações, certo? Um bom plano de mídia conta com várias mídias atuando em conjunto. Enquanto por um lado as mídias tradicionais conferem mais credibilidade ao anunciante, as mídias digitais proporcionam mais flexibilidade e interação com o público.

É muito comum que programas de TV sejam comentados pelos usuários online, ampliando o conteúdo da TV a níveis assustadores para pessoas que nem ao menos assistem o programa, mas compartilham o conteúdo em forma de memes. Nas terças, por exemplo, os Trending Topics do Twitter ficam quase que 100% preenchidos por assuntos sobre o programa MasterChef, o mesmo que briga páreo à páreo com o Big Brother Brasil durante a temporada. Abrindo oportunidades para ações crossmedia, ampliando o resultado das campanhas.

Se seu público não está na TV, o conteúdo da TV pode alcançá-lo pela internet, e vice-versa.

E se a gente cruzasse o conteúdo de TV e Mídias Sociais para ampliar o impacto?

Já há alguns anos que criamos uma campanha de cross-media para a RPC TV Guarapuava, mas esse conteúdo é mais atual que você imagina. À época, utilizamos a TV para disseminar a mensagem de um ARG – Alternative Reality Game (Jogo de Realidade Alternativa) que acontecia na internet.

 

Ah! Lembra que falamos que o que determina a mídia ideal é o objetivo da campanha? Conhecendo o objetivo da campanha e características do público – jovens e adolescentes – nós cumprimos o nosso objetivo com uma ação cruzada entre Mídias Sociais e Televisão, levando o público da internet a consumir conteúdo de TV.

 

Então qual a melhor: Televisão ou Mídias Sociais?

Nossa resposta é: que tal as duas?

 

E aí, que tal espalhar suas ideias de um jeito diferente e com ótimos resultados? Fale conosco e #EspalheIdeias!